Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Art

Anseio a tua saída, não porque não sei ser sem ti mas porque odeio saber que há alguém a segurar os teus sonhos gigantes, a agarrar-te a mão em cada pé mal posicionado, a tomar todas as medidas para te proteger do que foi nosso por direito do que planejamos e juntos sonhamos. Para um dia cumprirmos.
"Sê feliz sozinho" para não tornares o mundo de alguém tão feliz quanto tornaste o meu, para que ninguém veja o que eu vi em ti. Para que ninguém te encontre, te descubra e parta contigo.

"Para sempre gosto de ti."
Mensagens recentes

Para sempre

É tudo uma questão de tempo até te habituares à minha ausência, querendo ou não... É uma questão de tempo até caíres na realidade e perceberes realmente que não estou mais, desde a falta do bom dia à falta de amor.  Não há nada mais para sermos, escolho hoje o caminho mais pertinente à minha orgulhosa felicidade. Se era isto que queria? Não. Apenas aprendi que decisões precipitadas nos levam a caminhos errados.  Fazes-me falta, nada hoje faz sentido sem ti.  Espero que estejas onde sempre quiseste estar ao ler isto, no topo de uma montanha ou numa das tuas infinitas viagens a conhecer o mundo… E tínhamos tanto para conhecer, ficamos aquém dos nossos sonhos. Passado um ano ainda aqui continuo, a escrever-te diariamente, na esperança que voltes. Passado um ano resta-me dizer-te que te perdoo toda a ausência, todo o caminho que tivemos de percorrer para chegarmos ao que deixamos de ser.
Para sempre.

you're just too good to be true

Há portas que se fecham para janelas maiores se abrirem e mostrarem que às vezes é necessário recomeçar do zero. Reconstruir o sentido formulado da felicidade, remediar os danos causados e perceber que nada é destinado.
Sempre te disse que se estava destinado para ser nosso ia acabar por vir ter à nossa porta: ou era uma lição ou um amor quente, em dias frios de inverno, para te aquecer as mãos e jurar que no próximo inverno te aquecia de novo. Mas nem sempre cumprimos o que prometemos.
Às vezes cremos que a vida é injusta, que nos prega partidas, nos faz dar voltas, e voltas, e, num acaso apareces, bates à porta e tudo volta a fazer sentido. Outras vezes, no desatino da vida corrida perdemos o que quisemos ter para sempre. O que não soubemos agarrar, porque nunca havemos de saber o que é nosso por direito e o que é nosso por forças maiores. E tu nunca acreditaste no destino. Para ti fui o melhor que a vida te podia ter dado, 730 dias a segurar-te a mão para que não caísses dos teus sonh…

Ventura

Já não é uma questão de hábito, é uma questão de saber que já não estás e não vais estar mais,que tudo isto é fruto das decisões que tomei por egoísmo e por isso mesmo espero sinceramente que não voltes. Por ti e pelo teu bem. 
Desde a falta de palavras à falta de amor, nada disto faria sentido sequer se voltasses, deixaria de te escrever a suplicar desesperadamente o teu regresso, teria de apagar as memórias que te fizeram enorme aos meus olhos, mas nunca ninguém vai entender. 
Não vais estar. Não vais voltar, e eu, por orgulho, acostumo-me. 
Por todas as palavras que falharam quando precisaste de mim, e por toda a falta da falta de saudades não voltes. Vai agora para onde és feliz, verdadeiramente feliz. Um dia havemos de nos encontrar, por decisão do destino ou não. 
Até esse dia continuarei a escrever-te, um dia quiçá te apercebas que depois de te virar as costas tudo se tornou mais intenso, como no primeiro dia em que te vi encostado ao balcão, a sorrir. O dia em que soube que eras t…

💚

Querer ter a coragem de hoje te dizer tudo o que sinto, que nem todos os dias foram bons e nem todas as horas foram tuas. Dizer-te que hoje te quero mais do que outrora te quis, que não soube lidar com todo o amor que me deste. Mas a vida segue, e nós seguimos em frente, culpa do destino nem pensar, culpa minha por querer ter o que nunca foi meu, por querer ser maior do que o meu tamanho. Por egoísmo talvez, perdi-te.
Mas sempre estive ali, aguentei o que pude, até quando achei que não fazia mais sentido continuar a segurar o que não me pertencia, mas hoje olho e vejo que eras tudo, tudo o que hoje suplico de volta.
Então volta para o que nunca foi teu mas que hoje te quer, então volta a procurar-me onde quer que seja. No café ou no supermercado. Procura o meu olhar quando suplico que me vejas, e vejas que tudo o que me faltou está hoje presente em mim. Um coração cheio de amor e uma mão que te quer segurar. Um corpo frágil que insiste em te proteger e uns sonhos para realizarmos. Tod…

Casa

Pudesse eu dizer-te que a vida é efêmera, que também ela é irregular, sem o travo doce do desejo de partilha; pudesse eu proteger-te do mal que te fiz.
A culpa que carrego aos ombros é hoje mais pesada. Trago em mim a saudade desse olhar tão teu, tão meu e tão sem jeito. Trago a saudade da saudade boa, do que devia abraçar com toda a força para que nunca tivesse partido, quebrado ou dispersado. Para o que foi meu.
Para longe.
Pudesse eu ter segurado cada lágrima que teimou em se mostrar, pudesse eu ter-me desfeito do manto frio que vesti, que usei orgulhosamente. Porque quis e fiz, e se fiz estava certa.
Mas não estava.
Pudesses saber que nada é tão teu, que nada hoje é correto, que te encontro e te trago, que te levo para onde vá. Pudesses saber que és tudo em tão pouco que a vida é.

Eros

Soubemos à partida que iamos ser eu e tu contra o mundo e mesmo assim juntamos forças e fizemos frente às correntes e ventos que nos faziam recuar. Fizemos.
Hoje, mais do que nunca, somos um só. Um só que escolheu o orgulho, um só que abraçou os próprios sentimentos e não olhou para o lado, um só que fez as malas e partiu, para longe, longe dos braços de um amor confortável e seguro.
Nós que juramos amor eterno, que fomos loucos o suficiente para não ouvir o que nos saía descontroladamente da boca, nós que conseguimos ser tanto, mas...
E há sempre um mas porque buscamos a perfeição. Ridículo certo? E esquecemo-nos, ou forçamo-nos a esquecer que estamos a cuidar de alguém, que temos a felicidade de outro nos nossos braços. Tão pouco mas tão imenso.
Tão distante que me esqueci do conforto do teu peito, da força do teu abraço e do olhar que me acalmou nas piores horas.
Só precisavas de estar ali, sorrir e salvar-me dos cães.
Eternamente grata.